HISTÓRIA DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL LIONS CLUBES

História: A Associação Internacional de Lions Clubes começou como um ideal de Melvin Jones, um empresário de Chicago. Ele acreditava que os clubes locais de homens de negócios deveriam ampliar seus horizontes, deixando as preocupações de ordem estritamente profissional, interessando-se na melhoria de suas comunidades e do mundo em geral. O clube de Melvin Jones, "Business Circle of Chicago", concordou com a idéia. Após contatos com grupos semelhantes nos Estados Unidos, foi convocada uma reunião de organização para 7 de junho de 1917, no LaSalle Hotel em Chicago. O novo grupo adotou o nome de um dos grupos convidados, "Associação de Lions Clubes" e, em outubro daquele mesmo ano, foi realizada uma convenção nacional em Dallas, Texas, EUA. Trinta e seis delegados representando 22 clubes de nove estados compareceram para definir o futuro da associação. Aí foram aprovados os estatutos, regulamentos, objetivos e o código de ética.

 

Entre os objetivos adotados no início da sua história havia um que dizia, "Nenhum clube terá como objetivo a melhoria financeira de seus associados". Este objetivo de servir ao próximo sem fins de proveito pessoal permanece até hoje como um dos principais dogmas da associação.

 

O Dr. W. P. Woods, de Evansville, Indiana, EUA, foi eleito o primeiro presidente. Melvin Jones, a força propulsora e fundador, foi nomeado secretário, começando assim seu relacionamento com o Lions, o qual terminou somente com sua morte em 1961.

 

Três anos após a sua organização, a associação se tornou internacional quando, em 1920, foi fundado o primeiro clube em Windsor, Canadá. Clubes foram organizados mais tarde no México, China e Cuba. Em 1927, o quadro social era de 60.000 sócios em 1.183 clubes. Em 1935, o primeiro clube da América Central foi organizado no Panamá e o primeiro clube da América do Sul foi organizado no ano seguinte na Colômbia. Em 1948, a Suécia e depois a Suíça fizeram da Europa parte da associação. O Japão organizou clubes em 1952 e o “Bloco Oriental” começou a fazer parte em 1989 com a organização de clubes na Hungria, Polônia e Estônia. Em 1990 um clube foi organizado em Moscou e hoje mais de 100 Lions clubes estão demonstrando o valor do serviço humanitário em países onde antes o serviço voluntário era proibido.

 

Talvez o evento de maior impacto no compromisso de serviço da associação ocorreu em 1925, quando Helen Keller em seu discurso aos Leões na convenção internacional em Cedar Point, Ohio, EUA, os desafiou a se tornarem os "paladinos dos cegos na cruzada contra a escuridão". Em 1990, os Leões lançaram a sua mais enérgica ofensiva para a conservação da visão, o Programa Sight First. Este programa, que angariou mais de US$140 milhões, procura livrar o mundo da cegueira evitável e reversível, apoiando os serviços de cuidados da saúde que estão desesperadamente carecendo de atenção.

 

Ampliando o seu papel no campo da compreensão internacional, em 1945 a associação ajudou as Nações Unidas a estabelecer as seções das Organizações Não-Governamentais e continua a manter o seu status de consultor perante esta organização. Anualmente, durante o Dia do Lions com as Nações Unidas, um prêmio é apresentado ao vencedor do Concurso de Cartaz sobre a Paz de Lions Internacional, um programa significativo que conta com mais de 350.000 participantes a cada ano.

 

Outro evento importante na história da associação ocorreu em 1987, quando Lions Clubs International se tornou a primeira organização de clubes de serviço a admitir mulheres no movimento. Desde aqueles primeiros anos, a associação tem crescido, contando hoje com cerca de 1,4 milhão de homens e mulheres em mais de 44.000 clubes localizados em 190 países e áreas geográficas.

No Brasil, em dezembro de 1951, Nivaldo Navarro da Associação Internacional, estava em visita ao Lions Clube de Montevidéu, Uruguai com a missão de difundir o Leonismo na costa do Atlântico.

Por isso, conclamou os companheiros uruguaios para que se interessassem na fundação de um clube no Rio de Janeiro. Na oportunidade, ocorreu uma feliz coincidência. Encontrava-se naquela capital, um ilustre brasileiro, Dr. Armando Fajardo, que ali fora assistir uma prova clássica de turfe que tem o seu nome.

O então presidente do clube uruguaio, Pedro Berro, também turfista, era amigo intimo de Fajardo. À vista do pedido de Navarro, o CL. Pedro Berro telegrafou a Fajardo que, após a prova, dirigira-se a Buenos Aires, Argentina. O telegrama convidava Fajardo a fundar o Leonismo brasileiro e esclarecia  que os leões uruguaios aguardariam a sua passagem por Montevidéu, para os entendimentos necessários. Estes tiveram lugar no aeroporto de Carrasco, às quatro e meia da madrugada chuvosa, que dali partiu credenciado para a elevada missão.

No Rio de Janeiro, homem de negócio e da alta sociedade, não teve dificuldades em arregimentar cerca de 40 pessoas que com ele, em 16 de abril de 1952, em almoço festivo nos salões do Jockey Clube Brasileiro, receberam o titulo e o distintivo de Leões.

OBJETIVOS DE ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL LIONS CLUBES:

 

Os Objetivos da Associação Internacional de LIONS Clubes descrevem as metas e propósitos do Leonismo e cada clube individual os usam para propósitos específicos.

 

CRIAR e fomentar um espírito de compreensão entre os povos da Terra.

PROMOVER os princípios de bom governo e boa cidadania.

INTERESSAR-SE, ativamente, pelo bem-estar cívico, cultural, social e moral da comunidade.

UNIR os clubes com laços de amizade, bom companheirismo e compreensão recíproca.

PROMOVER um fórum para livre discussão dos assuntos de interesse público, excetuando-se os assuntos de ordem política e religiosa, os quais não devem ser discutidos pelos associados do clube.

ENCORAJAR pessoas de mentalidade de serviço a servir suas comunidades sem recompensa financeira pessoal, estimular a eficiência e promover elevado padrão de ética no comércio, indústria, profissões, serviços públicos e empreendimentos privados.

 

CÓDIGO DE ÉTICA DO LEÃO:

~

O Código de Ética é uma diretriz para os valores pessoais que todos os Leões devem observar.

 

DEMONSTRAR fé nos méritos da minha profissão esforçando-me para conseguir honrosa reputação mercê da excelência dos meus serviços.

LUTAR pelo êxito e pleitear toda remuneração ou lucro que, equitativa e justamente mereça, recusando porém, aqueles que possam acarretar diminuição de minha dignidade, devido a vantagem injusta ou ação duvidosa.

LEMBRAR que, para ser bem sucedido nos negócios ou empreendimentos, não é necessário  destruir os dos outros. Ser leal com os clientes e sincero comigo mesmo.

DECIDIR contra mim mesmo no caso de dúvida quanto ao direito ou à ética de meus atos perante meu próximo.

PRATICAR a amizade como um fim e não como um meio. Sustentar que a verdadeira amizade não é o resultado de favores mutuamente prestados, dado que não requer retribuição, pois recebe benefícios com o mesmo espírito desinteressado com que os dá.

TER sempre presente meus deveres de cidadão para com minha localidade, meu Estado e meu País, sendo-lhes constantemente leal em pensamento, palavras e obras, dedicando-lhes, desinteressadamente, meu tempo, meu trabalho e meus recursos.

AJUDAR ao próximo, consolando o aflito, fortalecendo o débil e socorrendo o necessitado.

SER comedido na crítica e generoso no elogio; construir e não destruir.

 

CATEGORIAS DE ASSOCIADOS: Há diversas categorias de associados que estão explicadas detalhadamente no Modelo Oficial de Estatutos e Regulamentos de Lions Clubes. De uma forma resumida, estas são as categorias de associados:

? Ativo – Um associado com todos os direitos e privilégios e sujeito a todos os deveres inerentes a um sócio de um Lions clube.

? Forâneo – Um associados que se mudou da comunidade ou que por motivo de saúde ou outras razões legítimas não pode comparecer regularmente às reuniões e deseja continuar como sócio do clube. Este sócio não pode ocupar cargo no clube ou votar nas convenções e precisa pagar as quotas.

? Honorário – Um indivíduo que não seja associados do Lions clube que esteja conferindo o título honorário, que tenha prestado serviços relevantes à comunidade ou ao Lions clube e ao qual o clube deseja conferir uma distinção especial.

? Privilegiado – Associado do clube que tenha sido Leão por quinze anos ou mais e que, por motivo de saúde ou outra razão legítima, tenha sido obrigado a renunciar a sua qualidade de associado ativo. O associado privilegiado pode votar mas não pode ocupar cargo no clube.

? Vitalício – Um associado de clube que tenha sido sócio ativo por 20 anos (em alguns casos menos) e que tenha pelo menos 70 anos de idade pode receber a classificação de Associado Vitalício. O associado vitalício paga uma quota única para a associação em lugar de quotas futuras. Eles têm todos os direitos e privilégios de um associado ativo.

? Temporário – Associado que mantém a sua afiliação principal em outro Lions clube mas que vive ou trabalha na comunidade do clube do qual participa. O associado temporário pode votar em assuntos do clube mas não pode servir como delegado do clube em convenções do distrito, do distrito múltiplo ou internacional e não pode ocupar cargo no clube.

? Afiliado – Uma pessoa de qualidade da comunidade que, no momento, não pode participar totalmente como um associado ativo do clube mas que deseja apoiar o clube e suas iniciativas de serviço comunitário e afiliar-se ao clube. Este associado não pode ocupar cargo no clube e não pode representar o clube em convenções de distrito, distrito múltiplo ou internacional mas pode votar em assuntos do clube.

Nenhuma pessoa poderá simultaneamente ser associada de mais de um Lions clube, a não ser Honorário ou Temporário.

 

FREQUÊNCIA: Os clubes devem se reunir regularmente e recomenda-se que se reúnam pelo menos duas vezes por mês. Todos os sócios ativos são incentivados a comparecer regularmente a estas reuniões. Os associados que mantêm frequência perfeita durante o ano fiscal podem receber um prêmio de frequência anual 100%. Se um associado perder uma reunião, ele tem a oportunidade de compensar a falta comparecendo a uma reunião de diretoria do clube, a uma reunião de região ou de divisão, a uma reunião de outro clube ou a uma reunião de comissão de clube. O secretário do clube tem todas as informações referentes às normas para compensação de faltas.

QUOTAS: Os clubes cobram uma taxa de admissão e uma quota anual de seus associados e as utilizam para cobrir gastos administrativos e para pagar as quotas internacionais e distritais.

De preferência, as quotas do clube devem ser cobradas mensalmente de cada associado.

Os clubes são cobrados semestralmente em 1° de janeiro e 1° de julho, por LIONS Internacional e pelo Distrito.

ORÇAMENTOS DO CLUBE: Os clubes mantêm dois orçamentos separados: um administrativo e um para atividades. Os fundos para financiamento de atividades devem ser separados dos fundos para cobrir despesas administrativas. Tais recursos, os quais são angariados através de campanhas especiais promovidas pelo clube junto ao público, somente são utilizados para atender às necessidades comunitárias. O orçamento administrativo é o que financia as despesas de funcionamento do clube. Na sua maior parte, este fundo vem das quotas pagas pelos associados.

DIRIGENTES E DIRETORIA: Um Lions clube é dirigido por uma diretoria a qual é normalmente constituída por um presidente como seu principal dirigente executivo, ex-presidente imediato, até três vice-presidentes, secretário, tesoureiro, diretor social, diretor animador, quatro ou mais diretores vogais, um diretor de sócios e um coordenador de núcleo (se houver). Os dirigentes são eleitos anualmente para um mandato que coincide com o ano fiscal da associação (1° de julho a 30 de junho), enquanto que os diretores vogais são eleitos para um mandato de dois anos. A diretoria se reúne normalmente uma vez por mês.

Presidente: O presidente é o principal dirigente executivo do clube e preside todas as reuniões do clube e de diretoria. O presidente convoca as reuniões regulares e extraordinárias de acordo com os regulamentos e procedimentos do clube, planeja a agenda e assegura que a situação da atividade de cada comissão seja relatada. O presidente também é responsável pela convocação, notificação e realização de eleições. O presidente colabora com o comitê assessor do governador de distrito, como membro ativo do mesmo, na divisão à qual o seu clube pertence.

Ex-Presidente Imediato: O ex-presidente imediato, juntamente com os demais ex-presidentes, recepciona oficialmente os associados e seus convidados nas reuniões do clube e apresenta, em nome do clube, as boas-vindas aos cidadãos recém-chegados à comunidade servida pelo clube.

Vice-Presidente: Quando impedido por alguma razão de exercer o cargo, o presidente é substituído pelo vice-presidente que vier a seguir na escala, que atuará com os mesmos poderes do presidente. Sob a direção do presidente do clube, os vice-presidentes supervisionam o funcionamento das comissões que o presidente lhes designar.

Secretário: Sob a supervisão e direção do presidente e da diretoria, o secretário atua como o elemento de ligação entre o clube, o distrito e a sede internacional. Suas responsabilidades incluem o envio regular de informes mensais, manter os registros do clube e enviar os extratos financeiros para os associados do clube.

Tesoureiro: O tesoureiro é responsável por todos os assuntos financeiros do clube. Suas responsabilidades incluem receber todas as somas e pagar as contas do clube, manter registros financeiros do clube, preparar e submeter extratos financeiros.

Diretor Social: O diretor social tem a seu cargo os objetos de propriedade do clube. Suas responsabilidades incluem ser responsável pelos objetos de propriedade do clube tais como bandeiras, estandartes, sino, martelo, etc., servir como oficial de ordem nas reuniões e distribuir boletins, circulares e impressos durante as reuniões do clube.

Diretor Animador: O diretor animador promove a harmonia, o bom companheirismo, a animação e o entusiasmo nas reuniões, por meio de jogos e brincadeiras apropriadas e da imposição criteriosa de multas aos Companheiros do clube. O diretor animador não pode ser multado a não ser pelo voto unânime de todos os sócios presentes. Todo o dinheiro arrecadado pelo diretor animador deve ser entregue imediatamente ao tesoureiro.

Diretor de Sócios: O diretor de sócios serve como presidente da comissão de associados. As atribuições deste cargo são desenvolver um programa de aumento de associados, implementar procedimentos apropriados de recrutamento e conservação de sócios e preparar e implementar sessões de orientação.

Coordenador de núcleo: O coordenador de núcleo é o dirigente principal do comitê executivo do núcleo do clube.

 

O seu distrito, distrito múltiplo e país

DISTRITOS: A maioria dos clubes fazem parte de um distrito normalmente composto de pelo menos 35 clubes com um total de pelo menos 1.250 associados.

Governador de distrito: O governador de distrito serve como o principal dirigente administrativo do distrito. Ele é eleito na convenção distrital para desempenhar o cargo por um ano. O novo governador toma posse no encerramento da convenção internacional.

As responsabilidades do governador incluem representar a associação no distrito, supervisionar os dirigentes distritais, fomentar os propósitos e objetivos da associação, promover as metas do Programa Internacional daquele ano, supervisionar a fundação de novos Lions clubes e presidir as reuniões do distrito.

Vice-governador de distrito: O vice-governador de distrito serve como o principal assessor administrativo do governador de distrito. Suas atribuições específicas são fomentar os propósitos e objetivos da associação, familiarizar-se com os deveres de governador de distrito, para que, se o cargo ficar vago, ele possa estar bem preparado para desempenhar as funções desse cargo, executar as tarefas administrativas que lhe sejam designadas pelo governador, participar das reuniões do distrito, ajudar a preparar o orçamento do distrito, supervisionar, a pedido do governador de distrito, os devidos comitês distritais, ajudar a examinar os clubes e envolver-se em todos os assuntos que continuam no ano seguinte e na função de coordenador da equipe ACEL.

Secretário de gabinete e tesoureiro de gabinete (ou secretário-tesoureiro): Cada um desses age sob a supervisão do governador de distrito. Os deveres de cada um são fomentar os propósitos e objetivos da associação e desempenhar outras funções e atos que lhes sejam impostos pela diretoria internacional no Manual do Secretário-Tesoureiro de Gabinete e em outras diretrizes.

ORGANIZAÇÃO DO DISTRITO, DA REGIÃO E DA DIVISÃO: Normalmente, um distrito ou subdistrito está dividido em regiões (compostas de não mais de 16 e não menos de 10 clubes), cada uma dirigida por um presidente de região. Cada região está dividida em divisões (de não mais de oito e não menos de quatro clubes), presidida por um presidente de divisão. Os presidentes de região e de divisão trabalham sob a liderança do governador de distrito.

Presidente de Região: Este é um cargo opcional. O presidente de região é membro do gabinete do governador. Em geral, ele é nomeado pelo governador mas, em alguns distritos, ele é eleito. O presidente de região, sujeito à supervisão e direção do governador, é o principal dirigente administrativo de sua própria região. Suas atribuições específicas são supervisionar as atividades dos presidentes de divisão da sua região, supervisionar os assessores distritais conforme designação do governador, organizar novos clubes e revitalizar clubes fracos.

Presidente de divisão: O presidente de divisão, o qual está sujeito à supervisão e direção do governador de distrito e/ou presidente de região, é o principal dirigente administrativo de sua respectiva divisão. O presidente de divisão é responsável em servir como presidente do comitê assessor do governador de distrito em sua divisão, participar de maneira ativa na organização de novos clubes e manter-se informado sobre as atividades e progresso dos clubes em sua respectiva divisão. Os presidentes de divisão são membros do gabinete do governador de distrito. Geralmente eles são nomeados pelo governador porém, em alguns distritos, eles são escolhidos através de eleição.

Reuniões distritais: As reuniões distritais são realizadas com a finalidade de oferecer treinamento aos dirigentes de clube. Além dos dirigentes e presidentes de comissão de clube, tais encontros contam também com a presença dos membros do gabinete distrital.

Convenções distritais: As convenções anuais do distrito, as quais são algumas vezes realizadas como parte da convenção do distrito múltiplo, são as reuniões deliberativas mais importantes do distrito. Estas convenções são realizadas com a finalidade de resolver questões de âmbito distrital, decidir assuntos distritais, adotar resoluções, eleger o governador de distrito e outros dirigentes distritais, selecionar os locais de futuras convenções, realizar seminários, promover atividades importantes para o distrito e desenvolver laços de amizade entre os associados Leões do distrito.

Concursos e prêmios do distrito: Os concursos distritais, os quais são realizados num período de vários meses, são muito eficazes para promover o interesse entre os clubes. Estes concursos são estabelecidos segundo as necessidades do distrito e se baseiam na obtenção de um certo número de pontos para cada uma das modalidades. Os concursos geralmente realizados pelos distritos incluem: envio imediato dos Informes Mensais, aumento de associados, frequência, etc. Prêmios apropriados são geralmente concedidos.

DISTRITOS MÚLTIPLOS: Quando um distrito é muito amplo, ele é subdividido ao longo das linhas geográficas para formar dois ou mais distritos. Cada um deles tem uma letra e/ou um número. Quando existir mais de um distrito em uma determinada área, eles formam um "distrito múltiplo". Cada distrito múltiplo tem o seu próprio estatuto baseado no modelo padrão fornecido por Lions Clubs International. Estes estatutos podem ser emendados pelo voto dos delegados na convenção do distrito múltiplo, desde que tais emendas não entrem em conflito com as determinações dos Estatutos e Regulamentos Internacionais ou normas da diretoria internacional.

Sujeito às cláusulas dos Estatutos e Regulamentos da associação, cada distrito múltiplo supervisiona a administração de seus próprios assuntos, podendo escolher dirigentes, realizar reuniões, administrar fundos, autorizar despesas e exercer outros poderes administrativos conforme estabelecidos em seus estatutos e regulamentos.

Conselho de governadores: De acordo com os Estatutos Internacionais, os governadores de distrito formam um conselho de governadores para cada distrito múltiplo. O conselho do distrito pode incluir um ou mais ex-governadores de distrito imediatos, desde que o número total de ex-governadores de distrito imediatos não exceda à metade do número de governadores de distrito. Cada membro do conselho tem direito a um voto nas deliberações do mesmo. O conselho do distrito também pode incluir ex-presidentes e atuais presidentes internacionais, vice-presidentes e ex-diretores e diretores atuais da associação, todos eles na qualidade de assessores sem direito a voto.

 

A Associação Internacional

O NOME DA ASSOCIAÇÃO: A denominação oficial do “Lions” é “Associação Internacional de Lions Clubes” ou simplesmente “Lions Clubs International”. O nome Lions foi escolhido devido ao que o leão simboliza, isto é, coragem, força, atividade e confiança.

 

DECLARAÇÃO DE MISSÃO

Dar poder aos voluntários para que possam servir suas comunidades e atender às necessidades humanas, fomentar a paz e promover a compreensão mundial por meio dos Lions clubes.

LEMA: O lema da associação é “Nós Servimos”. Ele foi adotado na Convenção Internacional de 1954, tendo sido escolhido entre mais de 6.000 sugestões apresentadas por associados de todas as partes do mundo.

SLOGAN: Liberdade, Igualdade, Ordem, Nacionalismo, Serviço. Ele foi adotado na Convenção Internacional de 1919.

AS CORES DO LEONISMO: O roxo e o amarelo-ouro foram escolhidos quando a associação foi fundada em 1917. O roxo representa lealdade ao país natal, aos amigos, a si mesmo e à integridade da mente e da alma. É a cor da coragem, energia e dedicação a uma causa. O amarelo-ouro simboliza sinceridade de propósito, imparcialidade de julgamento, simplicidade de vida e generosidade espiritual e compromisso para com a humanidade. Muitas vezes o azul escuro é usado em lugar do roxo.

EMBLEMA OFICIAL: O atual emblema do Lions foi adotado na convenção de 1919. Hoje, Leões de todas as partes do mundo são facilmente reconhecidos ao usarem este emblema. O emblema consiste de um "L" dourado num círculo roxo ou azul. Em torno deste círculo roxo há uma área circular dourada com o perfil de dois leões, de costas para o centro. A palavra "Lions" e "International" aparecem no topo e na parte inferior. Os leões estão olhando para um passado glorioso e com confiança para o futuro. Use sempre o seu emblema com orgulho e lembre-se que como esta é uma marca registrada na maioria dos países, ele nunca deve ser usado para fins comerciais ou de levantamento de fundos sem autorização prévia por parte da Divisão de Assuntos Jurídicos na sede internacional.

COMPANHEIRISMO E COMPREENSÃO INTERNACIONAL: Pode parecer que as diferenças de idiomas seriam uma barreira quase intransponível para a compreensão internacional. Contudo, a compreensão e a amizade (ou companheirismo) internacional entre os povos não depende do idioma falado e sim de mensagens transmitidas pelo espírito. Os Leões de todas as partes se comunicam através de atividades de clube que criam e fomentam um espírito de compreensão entre os povos da terra.

COMO A ASSOCIAÇÃO É ORGANIZADA: O Lions clube é a unidade mais importante da associação. Como pessoa, você pertence ao clube e é o clube que pertence à associação. Isto significa que quando chega a época de eleger dirigentes e diretores internacionais ou de aprovar emendas aos Estatutos e Regulamentos Internacionais, é o clube que vota através de seus delegados.

Todo Lions clube em dia com suas obrigações tem direito a enviar pelo menos um delegado e um suplente para votar na convenção internacional, independentemente do número de associados no clube. A maioria dos clubes tem direito a mais de um voto pois as regras estabelecem um delegado ou um suplente para cada 25 associados ou fração maior deste número. Os delegados podem ser indicados pela diretoria do clube ou eleitos pelos associados.

Na convenção internacional, os delegados elegem os dirigentes e diretores internacionais que os representarão durante o próximo ano fiscal que vai de 1° de julho a 30 de junho. Os dirigentes eleitos são o presidente internacional e o primeiro e segundo vicepresidentes. De acordo com os estatutos, somente existe concorrência para o cargo de segundo vice-presidente sendo que os outros dirigentes passam para um cargo mais alto a cada ano até ser eleito presidente internacional. O ex-presidente internacional imediato também é dirigente da associação e serve como presidente do conselho diretor de LCIF. Desde o encerramento da convenção internacional de 1997, os dirigentes da Associação Internacional de Lions Clubes são o presidente, ex-presidente imediato, primeiro vice-presidente, segundo vice-presidente e diretores internacionais representando diversas áreas do mundo. Os diretores internacionais servem um mandato de dois anos, sendo que aproximadamente metade destes são eleitos anualmente.

A SEDE INTERNACIONAL: A sede internacional, com um quadro de cerca de 290 funcionários trabalhando em tempo integral, fica em Oak Brook, Illinois, EUA. Embora escritórios regionais sejam mantidos em diversos países ao redor do mundo, a sede internacional serve como a central administrativa e fonte de informações da associação. Muitos serviços são oferecidos aos Leões por este escritório, entre eles emitir carta constitutiva aos novos clubes, preparar folhetos, guias de atividades e boletins além de manter todos os registros da associação.

Um administrador executivo supervisiona os funcionários e todas as operações da sede e trabalha para colocar em prática as decisões tomadas pela Diretoria Internacional. A tesoureira da associação assiste o administrador executivo.

Onze divisões dividem as responsabilidades administrativas da sede internacional. Estas são: Materiais para Clubes e Distribuição, Convenção, Informática, Administração de Distritos e Clubes, Extensão e Sócios, Finanças, Atividades Internacionais e Planejamento de Programas, Liderança, Assuntos Jurídicos, Relações Públicas e Produção e Lions Clubs International Foundation (LCIF).